19 de jun de 2012

Dos Serás

Chega a hora em que você se sente confortável (ou quase). A rotina, o quarto novo, as ruas, os horários, as milhões de vontades (é, até essas aflições. já sei que são constantes).


Mas também chega a hora em que você começa a reconsiderar coisas que não queria. Será que sou paciente o suficiente? Será que essa amizade, que eu tinha como irmandade, vai acabar? O que vai ser preciso ficar no caminho para que as coisas comecem a dar certo? Será que vai dar certo? Mas... o que significa mesmo "dar certo"?


Se isso é crescer, meus amigos, eu quero é tomar uma cerveja agora.



Nenhum comentário: